quinta-feira, 26 de maio de 2011

As duas novas Bikes do Team


KTM BARK 20
SPECIALIZED EPIC COMP 29er

segunda-feira, 7 de março de 2011

A Nova Arma do BTT XPTO

A Nova Arma do BTT XPTO


A 1ª Aparição em 2011 - Salvaterra de Magos



















terça-feira, 18 de janeiro de 2011

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

MARATONA FESTIVALBIKE 2010


Mais um ano em Santarém.


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Próximas actividades

Nocturna na Sexta e Sintra ou Belas no Domingo?

terça-feira, 21 de setembro de 2010

O melhor relato das 24h do JAmor

Transcrevo de um outro local da net o melhor relato que já li até hoje, com autorização do autor, visto o mesmo ser o Jorge Maria Bolacha que des"organiza" o Arruda-Montejunto e o Arruda-Atlântico.

"A Equipa Portugal Vintage Race Bike com os seus Atletas de Top ( Ricardo “Vintage” Nunes/FunRide; Ricardo Cascão (Ricky Rock) e JorgeMariaBolacha) estiverem nestas inesquecíveis 24horas do Jamor.

Depois de andarem anos a treinar para a mais popular e também mais desorganizada prova de 24 horas de Btt em Portugal. Depois de colocarem os anéis e colares caríssimos da Velha no Prego, para poderem fazer uma revisão caseira na bicicleta, estava na hora de pegar no Automobil Vintage e partir para o Jamor.

O acampamento era um espectáculo. Era o Woodstock das Bicicletas. Senti um arrepio na espinha de felicidade quando vi o acampamento.
Eu nasci em 1969 e fiquei sempre com um trauma por não ter participado no Woodstock.

Mas agora sim, estava realmente a viver o meu Wosdstock.

Foram 24 horas de loucos. Começamos a meter uns BCA´s para entrar no espírito. Quando começaram a bater, sentimos a necessidade de beber.
Bebi tanto Shots Isostar que foi ao “Gregório” varias vezes.
Como as casa de banho estavam longe, foi mesmo para cima das tendas. Senti-me mesmo bem. A onda Woodstock estava lá.
Epá o que eu curti foi quando tinha vontade de urinar. Estava mesmo à rasquinha e era logo ali. Que liberdade.

Depois de meter mais uns ZMA´s e mais umas cenas que deram de surra (sim porque policia não faltava neste espectacular evento e era necessário cuidado), alguém gritou ao microfone para irmos dar uma volta de bicicleta. Era o auge.

Todos vestimos a licra, rapamos os pelos e metemos mais um balde de proteínas pelo bucho abaixo. Sinceramente adorei da imagem de todos irem a correr que nem louco por ai a baixo com a sua licra e os sapatinhos de tacão, durante 300m.

Era a pura da euforia. Só no Woodstock das Bicicletas é que poderíamos ver uma coisa destas.

Adorei quando passamos no riacho a cheirar a “pasta” de boi. Só és um Woodstock MEN, tens que te mandares de cabeça para o riacho cheio de vírus pulguentos e com “castanhos” a boiarem.

Carago, senti-me mesmo entranhado no espírito Woodstock. Eu e mais centenas de pessoas. Estava eufórico. Cada vez metia mais BCA´s e Fast Recover´s. A minha cabeça andava a mil e as pernas a dois mil. Já estava tontíssimo de andar ali. Era sempre a volta. Precisava de comer. Disseram que existia uma barraquinha pequenina com um esparguete com massa grandioso. Era mesmo do que estava a precisar. Depois de andar no empurranço para chegar à frente, eis que o tão desejado prato é colocado na mãos. Brutalissimo. Nunca tinha comida uma coisa tão diferente. Graças a Deus que o Woodstock das Bicicletas existe.

Estava na hora de mudar a estratégia porque os concertos iriam começar, mas antes tinha que tomar um banho. Mas como era tão longe o sitio, agradeci à organização por assim ser, porque assim continuava no espírito Woodstock (Javardo da cabeça aos pés e a cheirar a cavalo).

Os concertos começara e meti mais uns speeds. Três doses de Endurance Drink da Isostar. Aquilo é que foi curtir o som. Gostei das bandas. A serio. O som era fantástico. Continuem pá.

O que estranhei é que ainda continuava malucos de licra a andar de bicicletas com coisa esquisitas nas rodas. Eu bem disse que era só 2 BCA´s e não a caixa toda.

Olhávamos para o chão é a alegria de ver milhares de garrafas espalhadas pelo chão era uma satisfação magnifica.
Não eram só garrafas, também as caricas lá estavam e outras cenas.
Ainda bem que o Woodstock não existe controlo de Calcio, Sodio, Cloreto e biocabonato, ao sangue.
Se não era a desgraça. Estava tudo passado da marmita. Existam pessoas que ingeriram essas substancias ás toneladas

Depois dos concertos, veio uma novidade da organização. Jogar ao Acampamento Escuro. Foi a loucura. Penso que existiu algum aproveitamento de algumas pessoas. Lá por ficar escuro, não temos que fazer batota, andar no apalpanço e gamar os Hidratos de carbonos do vizinho.

O nascer do sol é sempre um grande momento no Woodstock. Tudo de ressaca. As olheiras são mais que muitas. Gosto especialmente da mantinha em cima das pernas. Dá uma ar de ternura. Faz-me lembrar a muita avó.

Estávamos no fim.
O recinto fechava às 12 horas, mas alguns ainda em estado tão desgraçado, só abandonaram o recinto mais tarde.

Estava tristíssimo. O Woodstock das Bicicletas estava a acabar. Foi uma das coisas mais fixes que fiz na minha vida.
A organização esteve impecável. Conseguiu incutir o espírito “tudo ao molho e desenrasca-te se tiveres problemas”.

Se assim para o ano estou lá para mais um grande Woodstock das Bicicletas.

Queria agradecer do fundo do coração (este agradecimento é serio)

À ISOSTAR, essa grande bebida que me permitiu estar sempre “regado” durante o Woodstock
À Policia, apesar de ter tomado carradas de substancias ilegais, por ter cuidado de mim.
Aos meus amigos que encontrei por lá. Todos cheiravam a “cavalo”. É esse o espirito Pá.
Agora já se podem chamar de Woodstock MEN

Queria agradecer também ao *******. Por sem vocês não seria possível realizar o meu sonho.

Foi o meu primeiro Woodstok das bicicletas de muitos …..

Até para o ano no WoodStock das Bicicletas 2011 "

24 h Jamor 2010















domingo, 12 de setembro de 2010

BTTXPTO mais uma vez em monsanto

Como o blog tem estado parado aqui fica uma actualização.
Foi a primeira filmagem com a máquina alterada, ainda vou ter que trabalhar mais um pouco para as definições...e também para a inclinação da mesma.


FUI

domingo, 11 de julho de 2010

Volta por loures...ui que doeu...um mini empeno e uma queda

Voltinha atribulada, mas simpática com muitas subidas e muitas descidas(eu que o diga, que marquei uma delas na perna). Foi pena não termos conseguido ir ás antenas, mas fica para uma futura volta pela mesma zona.
Souberam muito bem as "jolas"no parque do cabeço de montachique.
De resto o pessoal portou-se muito bem(não é sr.Hugo?...muito bem...cada vez melhor.).
Quando editar os vídeos coloco aqui(incluindo a queda), mas a câmara deve ter levado um toque na queda e ficou depois tudo uma porcaria.
Aqui fica o track e o resultado do acumulado(948m para 40kms, muito bom...mas fazemos melhor)

Obrigadinho pela companhia e despeço-me com algumas fotos.
FUI

terça-feira, 22 de junho de 2010

Passeio de Bike da Fexpomalveira-15 de Agosto-

Todos os anos que tem havido este passeio tenho estado de férias ou fora de Lisboa.
Este ano isso não acontece, por isso lanço um repto a esta deslocação a esta bela localidade para o passeio FEXPOMalveira.
O preço da inscrição é de 10€, e vale pena nem que seja pelo vale de desconto em produtos da garmin(20%) e pelos reforços alimentares que têm sido descritos como excelentes.
Eu já estou inscrito(35km) mas ainda não efectuei o pagamento....e vocês? Quem quer ir?
Aqui fica o site de inscrição. 

Além disso fica perto de Lisboa .
FUI...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

domingo, 20 de junho de 2010

Este tem estado esquecido

Este domingo, fizemos um passeio diferente, passámos pelo Monsanto fomos até ao Jamor.
Como é sabido, eu não sou grande amante da fotografia.
Esta mensagem fica muito menos colorida.
Ficam os meus agradecimentos à excelente companhia que tive hoje.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Rescaldo do Lisboa-Fátima

Não sou muito bom de letras mas sim de mãos( nada de conotações sexuais), e por isso serão vagas e poucas as minhas palavras para expressar o sentido de dever "comprido", que foi este desafio.
Primeiro o percurso foi encurtado devido a problemas de logística sendo a partida de Arruda(foram menos 23kms, que o previsto.
Tudo o resto foi fenomenal.
Ficam aqui algumas estatísticas minhas:
Km´s percorridos: 157km (se não me enganei nas contas)
Acumulado: 1300 aproximadamente
Calorias gastas: 6354 cal
Velocidade máxima: 79.8km/h(grande descida de Minde)deve ser fabuloso subir aquilo...
Calorias repostas: canecas de pánache, febras, entremeadas(poucas, não é sr. Miguel?), bolo de bolacha, cafés(perdi-lhe o conto), licor beirão, barras, bolos, géis, marmelada,  enfim..resumindo...papou-se muito bem.
A companhia foi boa..obrigado meus rabugentos.
E aqui fica o rescaldo por fotos...activem as legendas

E como já viram do que são capazes, altos voos nos esperam (podemos ir de Boeing ou Cessna) e teremos sempre um pára-quedas de previdência.
Podemos dizer, fomos, chegamos e vencemos...ou qualquer coisa....enfim...XPTO...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

domingo, 16 de maio de 2010

Voltinha pela Tapada de Mafra...dia 30 de Maio

Chegou o Verão...e foi-me dado a conhecer pela minha irmã esta voltinha na Tapada de Mafra.
Voltinha pela Tapada
Quem já foi sabe o giro que aquilo é, quem não foi pode ir desta vez.
Prometo que não levo os Walkie-talkies....
Eu pela minha parte irei me deslocar a essa bela localidade para fazer a volta dos 40km.
A inscrição no almoço vai depender dos inscritos, mas ou almoçarei no almoço da Tapada(parece-me excelente com carne de caça da própria Tapada)ou farei um piquenique, ou se calhar almoçarei com a minha excelsa irmã.
Mas o tempo o dirá, mas a inscriçaõ para o Raid já está feita.
Aceitam-se inscrições dos BTTXPTO e dos respectivos amigos.
Cumps e FUI.

Caminho de Fátima-22 e 23 de Maio

Como falta menos de uma semana resolvi trazer aqui o tópico aberto à uns tempos atrás...
Ficam aqui uns pequenos apontamentos.
Será pelo chamado Caminho do Tejo que iremos.
No primeiro dia termos um percurso de mais ou menos 110km com baixo desnível.
Pernoitaremos no Centro de Ciência Viva do Alviela
O regresso durante esta semana iremos ver como será....

Portanto deixo ao cuidado de cada um que for a necessidade de levar o que achar mais essencial para estes dias. visto que todo o espaço é pouco...
Recomendo vivamente o "halibut", boa disposição e muita vontade...de pedalar.
Durante os próximos dias colocaremos aqui o que acharmos de essencial.
Cada um pode colocar aqui o que vai levar para se tentar minimizar e não levarmos todos câmaras de ar e nenhum bomba...
Cumps e FUI.

terça-feira, 11 de maio de 2010

terça-feira, 27 de abril de 2010